Caminhos para a crise #4

“Em sua ambivalência, a festa carnavalesca mistura positividades e negatividades, inverte-lhes a posição, reduplica a decepção da percepção-entendimento da ‘tragédia brasileira’, devorando a linguagem que a estabelece como fato irreversível. Este ato libertário não minimiza as contradições, antes aguça o despropositado, numa representação grotesca da dominação.” (Celso Favaretto, Tropicália, alegoria,alegria)

carn

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s