Review do meu bar preferido de Curitiba: o Harvest Folk Bar

14063728_1147320398661426_5254006297248981106_n
Charge especial.

O valor de beber e mostrar para o mundo que se bebe e se tem como valor de virilidade, para homens e mulheres, a boemia, é um dos valores mais comuns da vida em cidade no Ocidente.

Na classe média a boemia se afasta, ao menos um pouco, dos valores quantitativos, que são quantas cervejas se aguenta, qual a cerveja mais barata, qual a comida mais barata e, em termos de gordura e sujeira, qual a comida mais desafiadora. Nesse classe há espaço para a aproximação dos valores qualitativos.

A cultura de se julgar um bar passa então pela qualidade dos serviços. E, aqui, eis um dos motes principais desse texto: há ingênuos (e eles são maioria) que se deixam levar por espetacularizações na hora de julgar um bar.

Conta muito mais pra esses amadores o excesso, que está presente desde as cores da fachada, passa pelo tamanho e pirotecnia da estrutura e vai até a quantidade de marcas de cerveja disponíveis – o que em si é algo legal, mas de que adianta quantidade de cervejas se não há um paladar que saiba as diferenciar?

14657346_1790877414494261_5917624134026934421_n
Tá carente? Tá contente? Vai pro Harvest. Recomendo.

 

Com isso chegamos num dos meus assuntos preferidos. O Harvest é um tipo de bar cuja grande diferença é um valor que os amadores não sabem apreciar: a autenticidade.

A estrutura é pequena, caseira. Não há grande quantidade de chopps (ainda). Mas a identidade e a atmosfera são as de um bar para boêmios realmente profissionais.

A comida, pra começar. Ela é deliciosa. É algo que realmente te faz ficar presente, tamanho o capricho e a identidade. Você come com gosto aqueles sanduíches e porções e tem toda uma riqueza de paladar pra apreciar – ao contrário de comer um gordo hambúrguer teen onde há exagero e nada de arte. Na comida do Harvest há arte.

O som, que é talvez o seu principal componente. Clássicos do folk, bandas contemporâneas do rock alternativo, bandas clássicas brasileiras e bandas paranaenses clássicas ou às vezes quase esquecidas pelo senso comum desfilam em nossas orelhas.

É possível desfrutar de momentos contemplativos e não só de algazarra no bar. Claro, a festa está também presente: o ponto é que este é o tipo de lugar que você pode ir sozinho ou acompanhado.

E há quase sempre sons ao vivo que, mais uma vez, fogem do lugar comum. O cara ou a mina que acham que som ao vivo bom se resume a bandas covers de AC/DC, Jorge Ben ou Strokes precisa urgentemente conhecer o Harvest.

Por ali passam muitos músicos, mas a marca é você ver um pouco de tudo, não raro gente muito talentosa e independente e nunca músicos mercadológicos.

Ali o som é maduro, feito num ambiente maduro.

12246630_1662580797323924_3406602174604975222_n
Meu amigo Anderson de Lima arrasando na guitarra jazz

 

Ou seja você pode tomar sua cerveja e conversar com seus amigos num tom calmo, valorizando quem você é e o que faz sem estridência e exibicionismo.

Um bar simples, mas de primeiro mundo, em resumo.

Quais as grandes características da classe média? Gostar de se enganar e gastar muito – por vezes as duas coisas ao mesmo tempo.

Num bar de verdade você gosta é da carne da vida. E neste bar você festa, você grita, mas você ao mesmo tempo respira e descansa. Ali é sua segunda casa. A energia é boa; calma e alta.

Brindo ao Harvest por ter me proporcionado alguns dos melhores momentos em Curitiba, sendo o meu bar preferido da cidade, o que não é pouca coisa nesse lugar.

Aconselho a todos os que quiserem uma vibe boa e uma cuca legal, sem nunca esquecer de tirar força e graça dos tragos da vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s